Friday, May 26, 2006

Post #10 - Que saudades de SP...

*Originalmente postado dia 26 de Maio de 2006*



Fala Pueblo, voltei! Mas a minha volta não foi sem (muito) drama.

Chovia o diabo do céu de SP e eu comecei a ter sindromes do panico de que avião ia cair, mas não tinha jeito – além de não ter mais roupa (o que podia ser facilmente resolvido em SP) era aniversario do meu irmao, tinha jantar na minha casa programado, enfim, tinha que voltar. Bom, chovia tanto que o avião ficou sobrevoando o Santos Dummond horas com a pista na cara do gol e o capitão subia de novo. Arghhhh! Pousa logo esse treco! Ele foi pousar no Galeão, e eu num humor de cão comecei a querer debater com os outros passageiros “vcs não acharam o piloto meio cagão? Pousar no Galeão? Não sabe jogar JQ suited com raise antes dele –hahaha!”.

Cheguei, êêê, parabens Fonzi, depois do jantar fui correndo pro computer (tremendo por Blog, emails, game!) e a minha internet não funcionava por nada. TILT GERAL! Aih, escuta essa. Liguei pra Telemar e expliquei o problema, e o cara falou que não podia ajudar (ficamos horas nessa – eu falava “Então tá, mas finge que eu não tenho velox e estou encomendando pela primeira vez” e ele “senhora, eu não posso fingir que vc não tem velox. Vc tem velox, eu estou vendo” e eu “ta, mas FINGE que eu não tenho, e quero comprar um novo, por favor, me instala um velox novo, eu preciso de internet” e ele “mas senhora, eu não posso fingir”…) depois de nada ser resolvido, toca o meu celular.
EU: “Alou”
ELE: “Alou, senhora, acabo de falar com vc. Da telemar. Eh que nos nao damos suporte ao macintosh, mas eu sei resolver o seu problema (ha!) e se quiser posso passar aih amanha pra concertar”
EU: “Amem! Alguem competente no planeta! VENHA!”

Achei isso hilario! O cara veio, concertou, dei um capilé por fora e ficaram elas por elas. Bem clandestino! Hahaha!

Tá, mas meus 8 fiéis leitores querem saber de SP, né não? Pueblo, vou dizer o seguinte, o game lá tá bem bem bom. Não quero desmerecer nenhum jogador de nenhum outro estado (JAMAIS!) mas é o seguinte, acho que eles levam muita vantagem pq como eles tem (mais de um) espaço pra jogar ao vivo, isso faz TODA diferença. A pessoa cria o habito de mesa, de ficha, de carta, de olhar na cara do outro jogador, e enfim, muitas outras coisas que nem caberiam aqui. Mas pelo que eu vi, existem 2 fatores que é onde eu acho que a galera de SP tá muito a frente no game da galera que fica só no online:

1o – online vc joga uma media de 120-150 maos por hora, vc cria um habito terrivel de esperar maos boas, e ao vivo não dá pra fazer isso. Ao vivo, vc está lidando com seres humanos, ou seja, o game não é tão rápido. Vc joga uma media de 20-30 mãos por hora. Vamos combinar que a diferença é brutal, ou seja, não dá pra ficar esperando AK, AA, KK – tem que bailar. TEM QUE BAILAR! E o pueblo de Sampa baila. Mas baila mesmo. Entram em muitas mãos, raise, bet, é um jogo que flui. Não sei explicar, mas acho que vcs estão entendendo… (tô falando dos bons jogadores, é claro – depois falo da outra categoria, que é ótima e tb tem muito por lá)

2o – como eles jogam muito ao vivo juntos, eles debatem MUITO o game. E não de forma superficial não, conversam mesmo, e isso eu acredito que acrescenta ao jogo de qquer um. Por exemplo; um dos games que eu joguei (e ganhei! Um sit de 100!) foi com o Akkari em pé atrás de mim debatendo as minhas jogadas (depois de encerradas, é claro). Isso ajuda muito o jogo - dos dois! (O meu pelo menos ajuda). Tb joguei um torneio de umas 50 pessoas de 100 com rebuy onde eu tive a constante presença do Erik Mifune (que todos sabem, tem GAME!) e do Victor Zapata (aliás o Victor tava sempre comigo em SP, e é dos caras mais bacanas e joga O FINO, toma bad beat na maior elegancia, sem perder o “cool” e volta pra ganhar, enfim, sem comentários pra como esse pokerpibe joga bem!) ao meu lado, e debatemos várias jogadas (por acaso eu segui de chip leader ateh a final e cai em 5o lugar – 2 bad beats e 2 maos jogadas erradas) – mas eu pude debater as jogadas com o Erik e com o Victor o torneio inteiro, que não sairam do meu lado, e afirmo que as 6am, quando estavamos voltando da balada, volta e meia ainda pintava o papo do “mas e aquele A7 suited hein? Apostou muito baixo, tinha que ter forçado mais”. O que estou querendo dizer é que o game deles ANDA com eles, eles estão sempre conversando sobre o game, tentando entender aonde erraram, o que o outro acha da jogada, e enfim, eles se ajudam, conversam, se elogiam nas boas jogadas e se consolam nos bad beats, criaram um verdadeiro “sistema de suporte” pro proprio game deles, de tanto que jogam juntos e ao vivo e acho que isso faz MUITA DIFERENCA.

Acho mesmo que esse 2 fatores estão ajudando muito os bons jogadores de SP, e senti o quanto fazem falta aqui no Rio (pelo menos pra mim, que ando meio isolada no online.) Então eu tenho como humilde sugestão, de quem não sabe nada de nada (nunca é demais repetir isso) que o game de cada um que lê as bobagens que eu escrevo aqui só tende a melhorar se seguirem o conselho de praticarem ao vivo, com amigos, e conversarem sobre o jogo. Faz uma diferença que foi clara de ver.

Tá, vou contar, em doses homeopáticas, algumas coisas engraçadas que eu vi e ouvi. (pelo menos eu achei engraçado, com meu senso de humor rock’n’roll chabu-fuba) dos jogadores não tão entendidos quanto outros (eu estando no primeiro grupo, é claro)

“TEM-QUE-I!!!” O “tem-que-i” é o seguinte; eu tava jogando um sit’n’go de 100 (outro? Pois é, foram vários!) e mesa cheia, o cara UTG paga o BB (que sou eu) de 50. OK. Mais 2 limps, o resto fold, olho pra baixo e vejo AsQd (todos sabem como fico com o A de espadas né? Pois é…) Mas tem muita gente nesse pot e dou um raise pra 350. OK? O UTG paga o meu raise, e o resto da fold. Flop vem AQ3. Eu check, ele check. Ich, estranho… com o que que ele entrou de limp, call um raise e agora em posicao não apostar o flop? Ok, meus 2 pares tão bnitos, então quando bate um tijolo no turn eu disparo 600, o cara olha pra mim, e de repente ele folda as cartas pra cima e me mostra um 10 e 2 de copas. 10 e 2 DE COPAS??? ISSO MESMO!!! 10 e 2 DE COPAS?!?!?! Aí eu perguntei “mas como que vc me paga um raise de 300 com 10 e 2 de copas?” e a resposta, meu pueblo, foi a seguinte (palavra por palavra): “É naipado. Quando é naipado ‘tem-que-i’”!!!!!!!!!!!!!

Pueblo, eu repito: EH NAIPADO, QUANDO EH NAIPADO TEM-QUE-I!!! Bom, eu pasma virei pro cara e falei, numa boa “vc não devia fazer isso, pq vc só vai fazer flush 18% das vezes e—“ nesse instante sinto um chute na minha cadeira. O Victor, que tava me vendo jogar, me puxa e me dá uma bronca “vc não ensina NINGUÉM a jogar, fica quieta e concorda ‘tem-que-iii’” Hahaha! Pueblo, daquele momento em diante eu só falava pros 83s, 5Qs, OS NAIPADOS, “é, tem-que-iii”!!! HAHAHAHHA!!! DELICIA! O Victor e o Bruno (outro jogador muito bom que eu conheci lá, detesta computador, nunca joga online) me explicaram depois a logica por tras disso – quando é NAIPADO, as chances de fazer o flush é 100% - hahahahaha! TEM QUE I!!! Não é demais o “tem-que-i”??? Eu amei!

A outra coisa que achei bem engraçada é que como o Akkari está numa fase ótima (ainda bem!) e não perde estão todos dizendo, de zoação, que o software gosta dele, que ele é o queridinho do software, essas coisas (os amigos falaram brincando que até o Fabião jogando na conta dele chega em 4 no million do PS – hehehe!) Mas acontece que ele tem ganho bem no ao vivo tb, e durante um torneio que joguei lá na segunda-feira (que saí num blefe louco contra um calling station!) teve uma hora que eu fui movida pra mesa do Akkari. Bom, logo na minha primeira mão na mesa, ele vem de raise UTG e flopa nuts com AQ e flop de KJ10. Os outros, que não perdoam, na mesma hora mandam “o software da casa gosta dele tambem! O Akkari é o queridinho do software da casa!” hahahahaha! Adorei!

Como vcs podem ver, desde que eu cheguei não tive tempo de desfazer nem a mala, então fico devendo noticias do filme e andamento (em breve, prometo!) Me diverti muito em SP e estou morrendo de saudades daquilo lá, que me fez tão bem! Tô um pouco on tilt no Rio, e já volto pra lá. Morrendo de saudades de SP? Louca! Eu sei… o veterinário falou pra não parar com os remédios - quem sou eu pra contrariar!?

Beijos, Té mais,
ME

cuentale…

10 comments:

pamponet said...

Olá Maridu!
Também estou precisando fazer um tour em Sampa como esse :)
Aqui está cheio desses jogadores(TEM-QUE-I) hauahuaha
Esse NAIPADO foi d+!! kkkkkkkk.

Continuo aguardando um pedacinho do filme :)

Abraço!

Bruno (Floripa) said...

Hahahahahah

tem que i foi historica!
como eh bom jogar contra jogadores assim ne?

Estamos aguardando uma amostra do filme hein?

beijos!!

Guilherme said...

AHuahuahha

Soh nao entendo uma coisa , como um cara q fala " Tem q i " tava no sit n go com buy in 100 , mas td bem...

Mto legal as suas peripécias por sp^^

T+ bjos =**

Alex Faccini said...

Nas NL que eu jogo no PP acontece mto isso.
11% pra flush draw e 0,8% pra flush no flop.
Foi tão bom que não dá nem pra comentar, só ficar com a barriga doendo de tanto rir.
Me diz que tu gravou essa cena, por favor...
Agora, o melhor deve ter sido o cara falando isso com aquele sotaque afetado de paulista, ahahahahha
E ele não jogou mau não, o problema é que o software da casa não gosta dele como gosta do Akkari ué...

RenzoBR said...

Doyle Brunson levou dois WSOPs seguidos com 10-2. Um "naipado" e outro não :)

ivanei ivanov said...

escrevi em blog por muito tempo, logo, comentei em muitos blogs, logo, não tenho mais criatividade pra comentarios, logo, comento pra dizer que li e enrolo um pouco, logo, tudo isto eh enrolação, mas logo termina....

Anonymous said...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

Anonymous said...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»

Anonymous said...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

Anonymous said...

I find some information here.