Monday, March 12, 2007

Post #131- A saga de mais um dia (ou em busca do post perfeito) - Post da Julia


Bom Pueblito querido, nossa viagem está chegando ao fim- e minha participação especial nesse blog da Maridu tb. Vou sentir falta de vcs, seus degenerados!

Hoje eu e Maridu nos separamos por algumas horas enquanto cada uma resolvia suas pendências, só que ela ficava me ligando de cada esquina pra perguntar onde eu tava, que que eu tava fazendo, pra onde eu tava indo, mas na verdade ela só queria dizer que estava com saudades. Vai entender?!

Bom, nisso entramos na B&H pra comprar um computador prum amigo, e fomos semi-atacadas pela gang de judeus ortodoxos. Eu estava amando essa aventura, pois vcs não sabem, mas sou obcecada pelos judeus, super eficientes e muito bons de business- na verdade são bem ruins de jogo, por isso que amo eles tanto. Mesmo assim tento de qq jeito arrumar um desconto, digo que tb sou judia, e chego até a apelar dizendo que sou uma judia de alma quando eles percebem que não passo de uma discrente, mas óbvio que isso não me leva muito longe, e saio de lá sem desconto algum.

Assim que saimos da loja, a Maridu consegue arrumar uma briga quase física- tipo de socos e ponta pés, com uma negona que ficou se abanando enquanto ela acendia um cigarro numa esquina - ao ar livre! Os fumantes devem entender o quão irritante isso é, ainda mais se vc é uma pessoa que se irrita com facilidade, tipo a nossa pentelha mór. Dito isso, a Maridu olha pra fussa desse ser humano infeliz e diz "qual é o problema, tá se abanando pq? Vc peidou?". Aí a negona se enfezou de vez, e não preciso nem dizer que a Maridu quase apanhou nessa. Bem feito, quem sabe agora ela aprende.

Bom, seguimos pra vida, um tanto sem rumo pelo SoHo. Fomos atrás das encomendas pentelhas que todos os amigos resolvem fazer no último minuto de viagem, e aproveitamos pra tentar comprar uma bota pra Maridu. Pra resumir a história, continuamos tentando. E pra completa a agonia de não acharmos nada que a pentelha quisesse, e pra perder um pouco mais do nosso tempo precioso na cidade, a pentelha cisma em insistir que calça numero 37. A cada loja que a gente entrava ela falava "vc tem isso em 37?". Lá ia um escravinho procurar a bota numero 37. O escravinho trazia, a bota não entrava nem no dedão do pé dela, e ela falava, "será que vc pode trazer o 38?". Mêu, pq ela já não pede logo o 38???!!! Coisa mais insuportável da vida. Será que ela está em 'denial'???? Acho que sim, e espero que apesar dela não ter achado a porcaria da bota, que ela tenha aprendido que o numero dela não é 37 e sim 38! Chata demais!

Quase acabando o dia, entramos num restaurante lindo, que é uma graça, e as duas cheias de sacolas e esfomeadas parecendo umas bag ladies que nao viam um prato de comida a mais de um ano. A Maridu já entra reclamando que estão enfiando a gente num canto "mas pra que economizar tanto espaço???". Eu na verdade estou contente de sentar sem espera, o que é quase um milagre nessa cidade tão cheia de gente (com fome). Pergunto se ela quer pedir uma entrada, e a pentelha de mau humor responde "não quero nada disso, só quero um pão e minha comida logo". Não entendo pq ela ama tanto esse pão de sourdough, mas é a coisa favorita do mundo dela. Depois de uma certa demora (tipo uns 2 minutos) chega o pão da pentelha com um potinho de azeite (detalhe que o nome do restaurante é 'Extra Virgin' tipo azeite) que ela nega falando pro garçon, 'Eu odeio pão com azeite! Eu lá sou Jesus!!!! Eu quero manteiga!' O cara não entende muito mas traz. Nisso eu só rindo, achando a maior graça, mas fingindo estar de mau humor também- tipo, vamos manter o mesmo clima, resolvo pedir uma cerveja pra começar já que a pentelha não quis entrada. Só que a comida chega antes da cerveja, a Maridu falando 'essa mulher lenta não vai ganhar gorgeta', e eu consigo me irritar de vez. Tudo isso melhora (por um breve momento) quando a gente prova a nossa comida (deliciosa por sinal), que devoramos em questão de minutos enquanto o casal do nosso lado nos julga, tipo, "o que que essa esfomeadas estão fazendo aqui?" Pueblo, juro, foi o jantar mais curto da minha vida, e fiquei com vergonha de devolver o prato tão raspado. Mas precisa mandar um prato tão pequeno? Não aguento esses lugares economicos. Pra resumir, chegamos em casa ainda com fome e tenho certeza que foi culpa da pentelha que não quis pedir a entrada e por isso fomos julgadas pelo casal do lado, e pela garçonete que tirou o nosso prato falando "Wow, you guys really liked it". É, conseguimos entregar de vez o nosso último pingo de dignidade!

Ah, e pra completar esse dia cheio de buscas e pouco sucesso, a gente entra em casa e vê que trocaram o lençol da nossa cama, que era um lençol que ela amava, toda noite ela ficava toda se roçando no lençol, falando "Ai meu Deus, é tanto fio de algodão que parece uma seda, esse é o melhor lençol da vida! Quero morrer nesse lençol!". Mas isso, que poderia ser um simples acontecimento, virou toda uma tortuta chinesa (pra mim). Tenho que ficar escutando a pentelha gritando no meu ouvido que não vai dormir na cama de jeito nenhum porque esse novo lençol não é um lençol e sim uma lixa de unha!!!. É Pueblo, enquanto eu estou aqui tentando escrever um blog minimamente decente pra vcs, a pentelha volta e meia grita lá do quarto que está deitada numa areia, que é melhor dormir na praia do que nesse lençol áspero! Eu posso com isso? Realmente, só eu mesma pra aturar um ser humano desses. Socorro!!!!

E pra terminar essa viagem estupenda, eu estou com um problema seríssimo - não consigo completar uma frase sem falar uns 20 palavrõe. Estou pior que menino de morro, fugitivo da FEBEM! Um horror! Exemplo: estávamos procurando um casaco pruma amiga nossa, e de saco cheio, numa última tentativa, vi uma loja e falei pra Maridu "Vamo ver se tem essa merda desse casaco nessa porra dessa loja de cú praquela pentelha vaca". Juro, não sei como vou resolver esse problema antes de chegar no Rio e ser expulsa de casa, que saco!

Bom é isso, meu pueblo querido. Acho que esse foi post quase perfeito- pra mim pelo menos, que quase fiz xixi na calça de tanto rir enquanto lembrava dessas histórias ridículas. São tantas todos os dias que talvez ainda tenha um último post antes de voltarmos, se não eu sequestro de novo o blog da Maridu quando chegarmos no Rio. Mal sabe ela que já sei todas as senhas de cór. Um perigo!

Beijos,
Julia

24 comments:

leprosina said...

Em sua defesa, ninguém aqui te imagina falando

"Vamo ver se tem essa merda desse casaco nessa porra dessa loja de cú praquela pentelha vaca".

e sequestra mesmo o blog da ME porque só assim a gente sabe que ela não é Jesus e só dorme em lençol de seda.
kkkkkkkkkkkk

creep! ** said...

"Vamo ver se essa merda de KK desse site da porra desse cu vai segurar esse caralho pqp."

presley said...

Faltou alguma coisa pro post ser perfeito... Hummm... Acho que se você incluir um vídeo vai ficar beeeem melhor! Ah, se o vídeo foi com o vestidinho da noite de POKER, PERFEITO!!! LOL

-G B L- said...

kkkkkkkkkkk.......

lol!

NICE POST!

Izzet Poker said...

É isso aew!!!!
Eu quero um post com um vídeo seu usando esse tal de vestidinho!!!
Vamo galera, vamo protestar!!!!
Todos pedindo um Vídeo com o Vestidinho!!!!

Bjos Júlia LINDAA.

Izzet Poker said...

PELAMORDEDEUS Júlia!!!
Mostra esse vestidinho do Poker Pra nós!!!!
Estamos curiosos.

Bsos.

ME said...

Julia, vc tá achando que vai roubar meu blog? Não vai ser tão fácil não! MALA! E saiba que se a negona da rua tivesse partido pra cima de mim, eu teria usado vc de escudo humano - afinal, pra que servem as amigas?

Acorda retinha, vamo pra vida! I love you peids, não vamo voltar pro Brasil não... lá tá muito quente...
;-) Maridu

Rodrigo said...

"Wow, you guys really liked it"

hahahahhaha mais aqui no brasil só tem discrente !!!

vocês iriam mesmo perder toda a diversão ?

Discrente99 said...

A Maridu escreve bem pra caramba, e a Julia tb! Gosto mto de ler o blog dela e tb qdo a Julia escreve. Julia, acho que vc devia ter um só seu tb né... não vai deixar órfãos por ae, vai?!?!?!

bjooo

Fã da Júlia said...

Júlia, cria um blog só teu vai, não q eu abandonarei a Maridu, mas tu é dezmais!

Bj, e nd de vestidinho não, mulher minha nananão.

:)

Anonymous said...

fala,
tudo que eu queria na vida é poder viajar com vcs um dia....e tudo por minha conta..abraço..JOAO

Leo Ang said...

Realmente o Brasil está quente demais.. quem aguenta isso?!

Me diverti com as histórias.. vcs duas são divertidíssimas.. fiquei aqui imaginando a Maridu do lado da negona... ainda mais soltando.. Did you fart?

Aproveitem até o último minuto... Sourdough é o melhor pão do muuuuundo!!!!

uil43 said...

ju vc é uma graça este seu ultimo post foi o melhor que já vi na net vcs duas me lembraram do sienfeld e suas loucuras tão engraçadas sobre o nada..........
já era fã da maridu agora arrumei mais uma idala.

Ps: vc escreve muito bem faça o seu blog que já tem um fã pois gostaria muito de continuar tendo este prazer beijos fernando

Anonymous said...

Caiaio.......
Video do vestidinho...pelamor...
não custa nada...

Anonymous said...

Meu Deus a Maridu esta trabalhando em algum frigorifico ai? Que bota é essa da foto?

Anonymous said...

Ahahahahaha!!! Que sacanagem essa do frigorífico, hein?

Anonymous said...

Vestidinho, vestidinho, vestidinho!!!!!!!
Blog da Julinha, blog da Julinha, blog da Julinha!!!!!!!!

Anonymous said...

Nome pro filme:




QUE FASE!

Anonymous said...

Bom vestindinho ou nao se tudo der certo ainda nos casamos no meio do ano. para aqueles q nao sabem o romance julia/maridu tem data pra acabar ja q ela é minha noiva! Yes, vou casar com a ju!

André Nogueira said...

Ju,

Quer se casar comigo?

presley said...

Só tem cara babão! Que mané casar? Tão loucos? Todo mundo querendo entrar na piscina gelada? Eu quero só conversar com a Jú, depois disso... ninguém me segura!!! LOL

Anonymous said...

Ae Maridu, sei q tu gostas de BBB. Adivinha o tema da festa? Jogatina. Até uma mesa de poker tem. Só pato...

Anonymous said...

Cu não tem acento.

Volta Maridu!

matheus said...

sugiro a troca da maridu pela júlia...ela é mto mais engraçada!!

hauhauhuahu